Lei Antifumo pega paulistanos desprevinidos

7 Ago

imagem_Flickr: Juliana Alvim

imagem_Flickr: Juliana Alvim


por Natália Albertoni

Mal entrou em vigor, os fiscais da Lei 13.541, de 7 de maio de 2009, já trabalham de porta em porta para afugentar a fumaça alheia. Nesta madrugada, 1h15 para ser mais exata, dois agentes à la ghostbusters devidamente uniformizados com coletes beges estampados por um grande símbolo da lei antifumo nas costas, adentraram um estabelecimento que por acaso eu estava presente entre as ruas Wizard e Fradique Coutinho, na Vila Madalena.

A censura do nevoeiro cinzento enegrecedor de pulmões já era esperada , mas a pontualidade do governo do estado em colocar em prática o fisco da lei me impressionou. A partir do dia 7 (literalmente a partir das 00h desta sexta-feira fresca), fica terminantemente proibido fumar em ambientes fechados de uso coletivo em todo o Estado de São Paulo.

Quando o casal fiscalizador adentrou a porta envidraçada à caça de caminhos flutuantes amargos pelo ar, já havia advertido pelo menos meia dúzia de bares e botecos.

A multa inicial pelo desrespeito à lei antifumo será aplicada apenas aos estabelecimentos e ficará entre R$ 792,50 e R$ 1.585. A segunda será cobrada em dobro e na terceira autuação, o estabelecimento comercial poderá ser totalmente interditado por 48 horas. Caso as infrações se repitam, as interdições se extenderão por 30 dias.

Sancionada pelo governador José Serra há três meses, a lei proibe o consumo de cigarros, charutos e cigarrilhas no interior de bares, restaurantes, empresas, lanchonetes e boates. Entre os recintos onde passou a ser proibido fumar, estão “os ambientes de trabalho, de estudo, de cultura, de culto religioso, de lazer, de esporte ou de entretenimento, áreas comuns de condomínios, casas de espetáculos, teatros, cinemas, bares, lanchonetes, boates, restaurantes, praças de alimentação, hotéis, pousadas, centros comerciais, bancos e similares, supermercados, açougues, padarias, farmácias e drogarias, repartições públicas, instituições de saúde, escolas, museus, bibliotecas, espaços de exposições, veículos públicos ou privados de transporte coletivo, viaturas oficiais de qualquer espécie e táxis.”

***
Se sair amanhã, vai a dica: fique de olhos bem abertos, lábios cerrados e fumaçê contido!

Advertisements

2 Respostas to “Lei Antifumo pega paulistanos desprevinidos”

  1. Juliana Alvim Agosto, 22, 2009 às 11:15 pm #

    oie… não sei quem éo dono desse blog.
    mas enfim, so queria dizer que eu fiquei mega feliz de ver minha foto estampando a materia. e tipo queria saber como é que você teve acesso a ela?
    curiosidade mesmo. se puder se indentificar ficaria grata. :p

    • Natália Albertoni Agosto, 23, 2009 às 6:12 pm #

      Oi Juliana, tudo bom? As administradoras desse blog são Natália Albertoni (quem te escreve agora) e Bárbara Bom Angelo. Usamos muitas fotos armazenadas no Flickr para ilustrar nossos textos quando não temos imagens no nosso arquivo pessoal. Muito obrigada pela participação e pela fotografia que acabou estampando a matéria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: