O fenômeno Scala & Kolacny Brothers

15 Jul

Por Natália Albertoni

Foi este clipe de Use Somebody, do Kings of Leon, que chamou minha atenção para o coro de vozes femininas do Scala & Kolacny Brothers. Primeiro porque a tristeza do casal-personagem arranha a alma e a chuva que lava a escrivaninha e o distanciamento entre eles parece nos alcançar do outro lado da tela.

Segundo porque a banda de rock americana meio “crica” já havia proibido o elenco de Glee de adaptar a mesma canção para o seriado cult em 2010. E por último, porque algo no som melancólico quase limpo de instrumentos soava familiar.

Matutei até encontrar o motivo: o mesmo grupo regravou Creep, do Radiohead, para uma versão belíssima e perturbadora que faz parte da trilha do premiado Rede Social, de David Fincher.

A novidade é velha, mas me encheu de alegria. O coral belga é regido pelos irmãos Stijin (condução) e Steven (piano), que emprestam o sobrenome ao conjunto. Hoje é formado por cerca de 200 garotas belgas entre 16 e 26 anos, mas no ano de sua fundação, em 1996, contava com apenas 18 cantoras.

Considerado fenômeno internacional, já gravou onze álbuns, entre eles o estreante On the Rocks (2002), além de Dream On (2004), Dans Les Yeux D’Aurore (2008), Circle (2010) e, recentemente, a coletânea Very Best of Scala & Kolacny Brothers (2011). No repertório só coisa boa: Ironic, de Alanis Morissette, Viva La Vida, do Coldplay, Champagne Supernova, do Oasis, entre muitas outras músicas bacanas.

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: