Tag Archives: autoajuda

Imagem linda + frase de autoajuda? Agora a onda é outra

15 Dez

por Bárbara Bom Angelo

Tem dias em que precisamos de uma ajudinha, um empurrãozinho suave para enfrentar longas horas emolduradas por um céu cinzento. E não é à toa que têm surgido por aí milhares de imagens deslumbrantes com mensagens que beiram a autoajuda. Esses recursos podem até ser piegas, mas vez ou outra trazem certo alívio.

No entanto, há quem não aguente mais essa enxurrada de frases fofas. E por ser uma delas, tenho recorrido a outras versões, que funcionam bem mais para mim. Agora a onda são imagens lindas e frases totalmente hilárias/desconexas/do baú/bregas… Enfim, palavras escolhidas a dedo para roubar sorrisos.

(as fotos têm pulado por todos os cantos desse mundinho digital, então quem souber o responsável pela minha diversão, é só deixar nos comentários)

Alain de Botton e a escola da vida

26 Out

por Bárbara Bom Angelo

Sou fascinada por Alain de Botton. Ele é o autor de Ensaios de amor, A arquitetura da felicidade e A arte de viajar – o meu preferido. Gosto tanto dos seus textos porque costumam ser sobre coisas óbvias, mas que não encaramos com a complexidade e importância devidas. Ele tem o dom de falar por horas sobre como obter sucesso na vida sem parecer uma palestra de autoajuda (veja o TED dele aqui).

Ele simplifica as coisas sem torná-las rasas. Não é à toa que conseguiu difundir as idéias de Proust entre os mais resistentes a qualquer tipo de filosofia com o livro Como Proust pode mudar sua vida.

Em 2008, Botton decidiu fundar em Londres a School of Life. A instituição nada mais é do que o título já explica: uma escola para a vida. Como assim? Em vez de cursos de contabilidade, marketing e outros vícios corporativos, as aulas são voltadas para questões mais, digamos, pessoais.

Alguns dos temas tratados: como encarar a morte, como ser cool, como fazer a diferença, como ser um bom amigo, como fazer o amor durar, como passar o tempo sozinho…

Em vez das aulas em esquema mais parecido com o tradicional, também é possível optar por frequentar as refeições da escola. Em meio ao café da manhã, almoço, café da tarde ou jantar, pessoas desconhecidas conversam sobre seus medos, idéias, vontades e o que mais quiserem botar sobre a mesa.

Bobagem? Autoajuda empacotada em um embrulho mais atraente? Não acho. Com um pouco de humildade e falta de vergonha na cara, é fácil admitir que de tempos em tempos precisamos de alguns conselhos para as besteiras que se instalam em nossa cabeça e que não temos coragem de dividir para não parecermos fracos e insuficientes.

E para quem gosta tanto do Alain de Botton como eu, ou apenas quer conhecer mais do seu trabalho, no começo desse mês de outubro ele lançou seu mais recente livro: Uma semana no aeroporto, que narra a experiência de ter ficado por 5 dias inteiros no aeroporto de Heathrow, em Londres, e suas percepções sobre as pessoas que ali passaram.