Tag Archives: download

Viagem de trem com Mumford & Sons, Edward Sharpe & the Magnetic Zeros e Old Crow Medicine Show

4 Jul

 

 

por Bárbara Bom Angelo

Foi preciso esperar quase 4 meses para poder assistir ao documentário Big Easy Express, dirigido por Emmett Malloy, que acompanhou a turnê de pouco mais de uma semana das bandas Mumford & Sons, Edward Sharpe & the Magnetic Zeros e Old Crow Medicine Show. A trupe foi de Oakland até New Orleans de trem. Lembra que falamos do filme aqui?

Desde a semana passada ele está disponível para download no Itunes, inclusive na loja brasileira (oba!). E ontem meu programa de ontem foi esse: sentar em frente ao computador pronta para ser conquistada durante 1 hora 6 minutos e 51 segundos.

E quando chegou ao fim, a sensação não podia ser melhor. Imagens maravilhosas, músicas perfeitas, sentimento lindo de união e respeito entre as bandas. Todos se divertindo no palco muito mais do que os fãs que puderam acompanhá-los.

Vontade absurda de poder assistir essas três bandas juntas (alô, festivais do meu Brasil) e, mais ainda, de fazer uma viagem dessas pelos Estados Unidos.

 

Fotos de Julie Ling

Ah Cat Power, você voltou

11 Jan

por Bárbara Bom Angelo

Gostou? Dá para fazer o download aqui por apenas $0,99 e ainda ajudar crianças carentes.

Newport Folk Festival para baixar e ouvir o dia todo

2 Ago

imagem: Mito Habe-Evans/NPR

 

por Bárbara Bom Angelo

No fim de semana passado rolou o Newport Folk Festival com bandas maravilhosas como The Decemberists, The Head and the Heart, Amos Lee, Gillian Welch, Typhoon, Freelance Whales e vários outros representantes do gênero munsical mais gostoso da vida.

E o melhor de tudo é que a NPR disponibilizou o áudio de todos os shows para download. É para ficar ouvindo de olhos fechados.

Red Hot + Rio 2 já está disponível para download

29 Jun



por Bárbara Bom Angelo

Desde ontem, 28 de junho, a tão falada coletânea Red Hot + Rio 2 está disponível para download em mp3 de altíssima qualidade. E vale muito, muito, muito a pena e o investimento. Você pode sentir o gostinho com o vídeo acima do cover do Beirut para a canção Leãozinho.

Para quem está por fora, a Red Hot é uma organização não governamental que luta contra a AIDS no mundo todo por meio da música. Eles já gravaram 20 álbuns com mais de 400 artistas e arrecadaram 10 milhões de dólares.

O projeto da vez é o Rio 2, que é para lá de especial para nós brasileiros. Trata-se de um “tributo moderno ao movimento da Tropicália nos anos 60. E o álbum coloca luz nessa era politicamente carregada e que mudou a cultura do Brasil para sempre”, como define o próprio site, em tradução ultra livre.

Bom, voltando ao download… Eu escolhi a opção de arquivo digital deluxe com material bônus e paguei $15,99. O download foi ok. Não muito rápido, mas deu tudo certo. E agora posso me deliciar com as faixas abaixo, que estão divididas em dois CDs:

RED:

  1. Baby: Alice Smith + Aloe Blacc
  2. Tropicália (Mario C 2011 Remix): Beck + Seu Jorge
  3. Um Girassol da Cor do Seu Cabelo: Mia Doi Todd + José González
  4. Samba de Verão: QuadronT
  5. Boa Reza: Vanessa da Mata + Seu Jorge & Almaz
  6. Love I’ve Never Known: John Legend
  7. Nascimento (Rebirth) – Scene II: Aloe Blacc + Clara Moreno
  8. Ela (Ticklah Remix): Curumin
  9. Baby (Old Dirty Baby Dub Version): Aloe Blacc + Alice Smith
  10. Um Canto de Afoxé para o Bloco do Ilê: Superhuman Happiness + Cults
  11. Mistérios: Om’Mas Keith
  12. Aquele Abraço: Forró In The Dark + Brazilian Girls + Angelique Kidjo
  13. Canto de Iemanjá: Mia Doi Todd
  14. Terra (Prefuse 73 ‘3 Mellotrons In A Quiet Room’ Version): Caetano Veloso
  15. Nú Com A Minha Música: Marisa Monte + Devendra Banhart + Rodrigo Amarante
  16. Acabou Chorare: Bebel Gilberto
  17. Dreamworld: Marco de Canaveses: David Byrne + Caetano Veloso

HOT:

  1. O Leãozinho: Beirut
  2. Panis et Circensis: Tha Boogie
  3. Bat Macumba: of Montreal + Os Mutantes
  4. Tudo o Que Você Podia Ser: Phenomenal Handclap Band + Marcos Valle
  5. Banana: Madlib + Joyce Moreno Feat. Generation Match
  6. Freak Le Boom Boom: Marina Gasolina + Secousse
  7. Tropical Affair: Money Mark + Thalma de Freitas + João Parahyba
  8. Soy Loco Por Ti, América: Los Van Van + Carlinhos Brown
  9. Roda: Orquestra Contemporânea de Olinda + Emicida
  10. Berimbau: Mayra Andrade + Trio Mocotó
  11. It’s a Long Way: Apollo Nove + Céu + N.A.S.A.
  12. A Cidade: DJ Dolores + Eugene Hütz + Otto + Fred 04 + Isaar
  13. Ogodô, Ano 2000: Javelin + Tom Zé
  14. Águas de Março: Atom™ + Toshiyuki Yasuda Feat. Fernanda Takai + Moreno Veloso
  15. Show Me Love: Twin Danger
  16. Pistis Sophia: Rita Lee

Indie on the run | Repertório do Paul na boca da nova geração de músicos brasileiros

18 Nov

por Bárbara Bom Angelo

Agora faltam apenas três dias para Paul McCartney subir ao palco no Morumbi e fazer a baba rolar solta entre as 60 mil pessoas que ali estarão.

Nesse longo tempo que se passou entre o anúncio do show e a sua chegada, li todas as entrevistas novas que apareceram (e foram muitas!), assisti as apresentações que pude e ouvi sem parar as músicas que em breve verei ao vivo.

E ontem mergulhei em mais uma etapa dessa gostosa preparação. O Rock ‘n’ Beats lançou uma coletânea do repertório do Paul entoado pela nova geração da música brasileira. É gente como Tulipa Ruiz, Apanahador Só, Cartolas, Seychelles, Sabonetes… 

Você pode fazer o download aqui, mas vale muito a pena entrar lá no Rock ‘n’ Beats tanto para ler o texto de apresentação do Marcelo Costa, do Scream & Yell, como para conferir explicações curtas sobre como se deu a composição de cada uma das canções originais.

Phoenix vs Strokes

11 Ago

Quer ouvir Lisztomania, do Phoenix, e Last Nite, do Strokes numa faixa só? Então, clique no link abaixo para fazer o download do mashup do DJ Franklyne.

Phoenix vs The Strokes – Last Nite’s Lisztomania (DJ Franklyne Mashup)

Florence + the Machine no Glastonbury

30 Jun

por Bárbara Bom Angelo

Obsessão pelo Glastonbury? Pode se dizer quem sim. Na verdade é mais uma inveja e que de branca não tem nada. Queria trocar de lugar com qualquer uma dessas pessoas para poder ver shows gostosos como esse da inglesa Florence Welch e sua máquina. Veja até o fim dos 7 minutos e 41 segundos porque não sei se pelo sol ou o cabelo ruivo, mas a alegria é contagiante.

Gostou? Outra música dela pintou por aqui esse dias, mas aposto que só isso não vai saciar o desejo de ouvir mais. Então baixe o primeiro e único álbum, Lungs.

A mistureba de Vampire Weekend

11 Jan

por Bárbara Bom Angelo

Hoje, o segundo álbum do Vampire Weekend chega às lojas britânicas e amanhã é a vez dos americanos terem a chance de colocar as mãos e ouvidos em Contra. Quem não aguenta esperar pode fazer o download aqui ou ouvir todas as faixas pelo Myspace e no site oficial dos garotos.

E só clique nos links se estiver disposto a escutar a mesma coisa durante dias e dias, porque esse, como o CD de estreia, é daqueles que não cansam. Cousins já tocou umas 5 vezes enquanto escrevia este post.

Para quem não conhece, a banda é formada por quatro meninos de Nova York – Rostam Batmanglij, Chris Tomson, Chris Baio e Ezra Koening – que antes mesmo de lançarem o primeiro ábum de trabalho, em 2008, conseguiram emplacar o single Cape Cod Kwassa Kwassa na 67ª colocação na lista das 100 melhores músicas da Rolling Stone americana do ano de 2007.

E o estilo não poderia ser mais inusitado. Eles se autoclassificam como uma banda de punk, new wave e música clássica. Fora isso, ainda tem uma forte influência da música pupular africana. Mistureba que deu certo e me conquistou de imediato. E não só a mim, já que neste final de semana a MTV americana divulgou em seu site o MTV Unplugged recém-gravado pelo Vampire Weekend. Passo que só os bons conseguem dar. Assista aqui.

Mallu e Norah

18 Dez

por Bárbara Bom Angelo

Dois álbuns novos de duas cantoras conhecidas estão monopolizando meus fones de ouvido e os auto-falantes do carro: Mallu Magalhães, obviamente da Mallu Magalhães, e The Fall, da Norah Jones.

O primeiro veio em fase na qual é preciso provar, comprovar que o sucesso anterior não foi apenas um delírio coletivo passageiro. E fez isso muito bem. As treze faixas trazem a mesma voz delicada, quase fugidia, da menina de 17 anos, mas agora as músicas parecem mais íntimas, falam mais perto. Talvez sejam as seis letras cantadas em bom português ou a paixão que agora a domina e que fica evidente no CD inteiro.

E nada de melodias programadas para o sucesso instantâneo. Dessa vez é preciso ouvir com mais atenção, perceber os novos ritmos adicionados ao fiel folk, como os ecos de samba em Versinho de Número Um, valsa em Te Acho Tão Bonito e reggae em Shine Yellow. Ainda tem Make it Easy, feita para a mãe; a linda É Você Que Tem e O Heroí, o Marginal, inspirada no artista plástico Hélio Oiticica.

Já Norah Jones foi mais ousada. Trocou de instrumento, de corte de cabelo, de banda e terminou o namoro. E assim gravou um álbum que destoa totalmente dos três anteriores. Em The Fall, o piano não foi totalmente deixado de lado, mas cedeu um bom espaço à guitarra, o que deu um frescor a voz de mesmo tom doce e suave de sempre.

É daqueles CDs que não cansam, que podem ser colocados para tocar seguidamente sem o menor risco de enjoo. E a melhor de todas as faixas também é a mais bem humorada, Man of the Hour, uma declaração de amor para um cachorro. Fora essa, são mais 12 músicas, como Chasing Pirates, Young Blood e December, para deixar rolar por aí.

*** Aqui você pode fazer o download do novo ábum da Mallu Magalhães e aqui o da Norah Jones

Prazer, Lulina

16 Out

por Bárbara Bom Angelo

Lulina tem uma voz mansa com um sotaque carregado de felicidade. Tem támbem uma doçura e letras despretensiosas. Tão sem compromisso em atingir um certo padrão, acabou trazendo verdade e um gostinho de humor aos meus ouvidos.

Ela vem lá do Recife e já lançou 9 discos caseiros, como me contou a Folha, mas só agora gravou o seu primeiro álbum em um estúdio. E foi com esse, Cristalina, que eu a conheci e me encantei. Achei o CD inteiro para baixar aqui, acompanhado de uma resenha pra lá de poética do Xico Sá.

cristalina