Arquivo | Julho, 2011

Mais um pedido incrível de casamento

30 Jul

 

por Bárbara Bom Angelo

Julie foi convidada a entrar neste site aqui. A reação dela foi gravada no vídeo acima e o que ela estava vendo está abaixo. Coisa linda de morrer.














Uma dica para os que se distraem facilmente

28 Jul

por Bárbara Bom Angelo

A diretora Miranda July fez o curta acima para divulgar o lançamento do seu novo filme, The Future, que estreia amanhã nos Estados Unidos.
Dica preciosa, ainda mais para alguém que entra em férias a partir desta segunda-feira.

Infográfico | As conquistas amorosas dos personagens de Friends

28 Jul

Clique na imagem para ampliar.
Daqui.

Expectativa X Realidade | Vida de gente grande

28 Jul

por Bárbara Bom Angelo Natália Albertoni

Expectativa é o que nos move. Pode ser uma festa, um show, um novo trabalho, um começo, um fim. É a ansiedade de saber o que nos aguarda que nos leva pra frente, que nos puxa da cama em direção às obrigações, que faz com que momentos ruins passem batidos – já que tudo valerá a pena no fim. Assim esperamos.

Esperamos, esperamos, esperamos. E muitas vez o tempo não nos brinda com aquilo que sonhamos. É a tal realidade batendo à porta e se impondo sobre a fantasia. Às vezes ela traz um gosto amargo, sensação de que fomos longe demais no querer. Outras tantas vezes ela não é ruim, pelo contrário. Nossa imaginação parece não ter sido capaz de inventar tanta felicidade assim.

Essa divagação toda é para contar que começamos hoje aqui no Verdades uma busca pelas expectativas e realidades que povoam esse mundão afora. Queremos saber o quê tanto você imaginava/desejava/sonhava/procurava e que fim/continuidade/começo tiveram. Pode ser?

A cobaia da vez é uma advogada de lindos cabelos cacheados que anda tendo um trabalhão. O seu dia todo passa correndo entre livros de direito e anotações. Estudar para concurso público não é nada fácil. Cansa responder a pergunta que todos insistem em fazer: mas você só está estudando? Como se fosse pouco. Já faz 1 ano e meio que está nessa e não chegou nem na metade da matéria que precisa ter na ponta do lápis. O que importa é que é por uma boa causa, tanto para ela como para os outros. A Débora Bomventi tem o sonho de ser defensora pública e está vendo o quão difícil foi essa escolha, mas ela chega lá, ô se chega.

E abaixo estão as explicações dela para as fotos acima, sua expectativa e realidade da vida de gente grande.

Foto expectativa: retrata o questionamento de uma mulher acerca das possibilidades que a vida oferece. É uma reflexão sobre os infinitos caminhos que podemos escolher seguir e as dúvidas que cada um deles suscitam. Mostra a vontade de perseguir valores primordiais na vida adulta como a felicidade, a liberdade e a realização de anseios pessoais. Revela típicos desejos de “gente grande”: o de viajar e conhecer o mundo (a cabeça da mulher está apoiada em uma mala de viagens) e ao mesmo tempo o de conquistar uma casa, um espaço só seu no qual possa se sentir acolhido.

Foto realidade: é o esforço empenhado na busca da realização pessoal na vida adulta e na construção de um caminho árduo, porém capaz de proporcionar a satisfação de anseios profundos. Nenhuma escolha adulta é livre de dificuldades.

Você ama Alta Fidelidade? Então vai amar esse tumblr

27 Jul

por Bárbara Bom Angelo

Como são as coincidências não é? Entre os livros novos que estão na minha pilha interminável, voltei a ler Alta Fidelidade, do muso Nick Hornby. Daí que estava fuçando no site da PIX, como de costume, e encontrei a sugestão do tumblr Top 10 basf. Lá você encontra diversas mixtapes no melhor estilo de Rob Gordon, o eterno dono da loja de discos que amava fazer tops 5 de tudo na sua vida e era o personagem principal de Hornby.

E a “cara” das compilações é bacana demais – nada mais adequado do que reproduzir o shape das saudosas fitas cassete basf.

7# Moleskine dos outros

27 Jul

por Bárbara Bom Angelo

Esta seção está sendo dominada por publicitários. Só que não posso dizer que a Bruna Rodriguez é simplesmente mais um deles. Ela é uma senhora colecionadora de moleskines. Tem de todos os tamanhos, formatos e propósitos. Um mais lindo do que o outro. E alguns são tão charmosos que ela mesma tem dó de usá-los e aí acabam servindo de decoração.

E não é só por cadernos que essa planner (dá-lhe planejamento das agências também) tem fixação. “Sou enlouquecida por papelaria, então tenho tudo, até uso estojo ainda. Tenho mais de 25 lapiseiras, grafites diferentes. Gosto de canetas específicas, sou chata”.

Esse arsenal todo é o que deixa as páginas da Bruna tão gostosas de se admirar. Aproveite.

Onde mora o corpo? Em algum lugar na mente. Já que é ela que o controla.

Onde mora o coração? Em pessoas. Às vezes mais em umas, às vezes em outras. Sempre em algumas.

Qual a história do seu primeiro moleskine? Sempre gostei de papéis. Minha mãe diz que desde pequena tinha medo de entrar comigo na papelaria, porque eu ia querer tudo. Gosto de cadernos, bloquinhos, agendas desde que me conheço por gente. Meu primeiro moleskine mesmo foi presente de um chefe, na volta de suas férias. Um chefe querido, acertou tanto no presente, que me fez viciar neles.

Com o quê você preenche as páginas? Compromissos. Responsabilidades. Planos. Metas. Sonhos. Imaginações. Invenções. Cada linha do papel tem o seu momento de ganhar vida.

Onde vão parar os cadernos que se acabam? Uns no fundinho do armário, outros na cabeça e no coração.

Um passarinho me disse que você é muito controladora. O que você não consegue controlar de jeito nenhum? Oi? Eu controladora? He! O que eu não consigo controlar? TUDO. Na verdade sei que não consigo controlar nada. Por que será que eu continuo tentando tanto controlar as coisas? Vou parar! Prometo!

Você fez uma tatuagem linda recentemente, a palavra “família” escrita com a sua própria letra. Quais são os próximos desenhos que vão ganhar espaço na pele? Na minha pele? Um capítulo não planejado na minha vida, e olha que isso é raro. Na dos outros? Gostei da ideia de fazer parte do processo de dar vida a coisas na pele dos outros! ☺

Se não tivesse feito publicidade faria… queria ser médica, será que ainda dá tempo? Também ia amar ser professora, fotógrafa, tenista, RH, palhaça, cozinheira, babá, escritora…e mais algumas coisas.

Você tem medo do que?
De magoar…as pessoas.
De perder… gente querida.
De sentir…muitas saudades.
De voar… de avião.
De cair… na rua.

O desejo do momento é… algo entre os 42,195 km, o say I do e morar na China.

E a trilha sonora da sua vida? Edward Sharpe & The Magnetic Zeros – HOME

Qual é o lugar da cidade de São Paulo que mais te define? O meu lugar predileto e também a trilha sonora da minha vida: HOME.

Qual o melhor gosto da infância? Achar que a minha vida era o centro do mundo. Ou maçã do amor.

Onde foi parar a pessoa que você queria ser? Em cada página dos meus moleskines. Cada dia ela sai um pouquinho mais do papel.

Tributo aos Strokes – Is This It revisitado

26 Jul

por Bárbara Bom Angelo

Neste sábado (30), o álbum de estreia do Strokes, Is This It, completa 10 anos de lançamento. Para comemorar em grande estilo, o site Stereogum chamou onze artistas para bolarem versões de cada uma das faixas e assim criou o tributo Stroked. O resultado você pode ver, ouvir e baixar aqui. Por lá, você encontra também depoimentos sobre a gravação das canções.

01. Peter Bjorn And John – “Is This It”

02. Chelsea Wolfe – “The Modern Age”

03. Frankie Rose – “Soma”

04. Real Estate – “Barely Legal”

05. Wise Blood – “Someday”

06. Austra – “Alone, Together”

07. The Morning Benders – “Last Night”

08. Owen Pallett – “Hard To Explain”

09. Heems – “New York City Cops”

10. Deradoorian – “Trying Your Luck”

11. Computer Magic – “Take It Or Leave It”

Lembrando que não é a primeira vez que o Stereogum faz este tipo de homenagem. OK Computer (Radiohead), Automatic for the People (R.E.M.) e Post (Bjork) também receberam muito carinho.